A arte da cerâmica

As primeiras cerâmicas foram objetos feitos a partir de, por si só ou misturado com outros materiais, endurecidos no fogo.
Transformam-se em cerâmicas domésticas, industriais, produtos de construção e objetos de arte. No século 20 , outros materiais cerâmicos foram desenvolvidos para uso em avançado em engenharia cerâmica. Por exemplo, em semicondutores.

Alguns produtos cerâmicos são considerados arte, enquanto outros são considerados como decorativo, industrial ou artefatos. Eles podem ser feitos por um indivíduo ou em uma fábrica, fazer e decorar a cerâmica são às vezes chamados de "arte da cerâmica".

A palavra cerâmico vem do grego. Cerâmico pode ser usado como um adjetivo que descreve um material, produto ou processo , ou como um substantivo singular, ou, mais comumente , como um substantivo plural. O lugar onde essas mercadorias são feitas também é chamado de cerâmica (olarias plural). Principais tipos de cerâmica incluem barro, grés e porcelana. A cerâmica é uma das mais antigas tecnologias de última geração humana e formas, e continua a ser uma grande indústria de hoje.
__________________________________________________________

Olhar e perceber algo para ser logo explicitado. O movimento é próprio e transformador.

O barro permite os movimentos das mãos. Enquanto parte importante do processo de representação das imagens interiores as mãos executoras têm seus movimentos orientados por forças inconscientes, como se algo bem lá no fundo da pessoa tivesse encontrado a oportunidade de se expressar. Esses movimentos podem ser lentos ou rápidos; delicados, até mesmo receosos e vacilantes, ou brutos e agressivos

Há momentos em que a pessoa percebe uma forma saindo de suas mãos que não esperava: surpreende-se em se dar conta de que há um movimento que é independente de sua vontade, que é maior do que seu ego e que se manifesta quando a atmosfera está aberta para receber , isso aparece no trabalho com o barro.

O barro invoca o movimento. É como ele concretiza o que está dentro. Muitas vezes é só o começo de uma longa jornada. Outras, uma rápida passagem. Não importa! O que vale é que o barro é o toque amoroso que atinge cada um de nós da maneira que é preciso.

"O barro é a matéria-prima de onde tudo pode surgir", diz. "É o material básico que propicia a aproximação e a expressão do inconsciente, onde podemos plasmar conteúdos do aqui-e-agora, do ontem e do que virá", defende. "Abrir-se para o barro é abrir-se à possibilidade de transformação".

 

Clique aqui para acessar links de importantes exemplos da arte cerâmica.

Prato chinês da Dinastia Sung (século 11 ou 12)

Âmfora etrusca (Museu do Louvre)

Vaso chinês da Dinastia Qing (século 18)